Hungria: 5,5 milhões vacinados – Adeus máscara

por LMn

Na quarta-feira à noite, foram publicadas no Jornal Oficial Húngaro, as medidas que entrarão em vigor (deve acontecer ainda hoje) assim que 5,5 milhões de pessoas tiverem recebido a primeira dose da vacina contra o coronavírus.

Com exceção dos hospitais e instituições sociais, o uso obrigatório de máscaras será abolido, e após os locais públicos, as máscaras deixarão de ser necessárias nas lojas e nos transportes públicos. É claro que qualquer pessoa que deseje continuar a usar uma máscara após esta data ainda o poderá fazer.

O acesso a estabelecimentos de restauração, alojamento, instalações de lazer, e eventos e espectáculos culturais com lugares marcados também será possível sem máscara. Poderá ir a teatros, cinemas e restaurantes sem o “certificado de protecção”.

As restrições às lojas serão abolidas, ou seja, não haverá obrigação de manter uma distância e nenhum limite ao número de clientes por 10 metros quadrados.

Mais pessoas poderão assistir a certos eventos: eventos familiares e privados poderão agora convidar 100 pessoas em vez de 50, e os casamentos poderão ter a participação de 400 pessoas em vez de 200.

As universidades e colégios podem também preparar-se para a reintrodução do ensino presencial no Outono.

Haverá no entanto algumas regras que não mudarão: assim, as regras actuais permanecerão para eventos desportivos, eventos de música e dança, e outros eventos realizados em recintos fechados ou ao ar livre com mais de 500 pessoas. Por outras palavras, estes eventos continuarão a estar sujeitos a um limite do número de pessoas e continuarão a ser assistidos apenas com o “certificado de protecção” – ou, no caso de menores de 18 anos, sob a supervisão de uma pessoa protegida.

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade