Governo diz que “para já” Portugal não será afetado pelo vulcão em erupção nas Canárias

por LMn | Lusa

A secretária de Estado da Administração Interna afirmouque “para já” não existem previsões de que a nuvem de fumo resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, afete Portugal.

“Poderá haver problemas relativamente à nuvem de fumo que é provocada pela erupção, mas para já o vento está tendencialmente de Norte para Sul, o que faz com que não haja previsão de haver afetação quer do arquipélago da Madeira, quer para o Continente”, precisou Patrícia Gaspar, na conferência de imprensa de lançamento do Fórum Europeu para a Redução de Riscos de Catástrofes, que se realiza este ano em Matosinhos.

A secretária de Estado adiantou que o Governo português está a acompanhar “de forma muita próxima os desenvolvimentos” resultantes da erupção do vulcão, nomeadamente através da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, que está “em permanente articulação” com a direção-geral de proteção civil e emergências de Espanha, e com Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) para monitorizar a evolução da situação.

“Estamos a acompanhar o comportamento da erupção através do IPMA” para ver “qual a evolução” e se “há necessidade de outro tipo de medidas”, frisou.

Sobre os portugueses que estão na ilha de La Palma, Patrícia Gaspar afirmou que “para já não há qualquer problema”.

“O Ministério dos Negócios Estrangeiros, através do cônsul honorário em Tenerife, tem estado em contacto com os portugueses que estão sobretudo na zona mais afetada. Esses estão bem e para já não há qualquer problema”, disse, afirmando que “há outros problemas na ilha, mas estão longe da zona afetada”.

A secretária de Estado salientou também que Portugal tem planos específicos de resposta a situações deste género e que estão prontos para ser ativados caso seja necessário, “mas para já não se prevê essa necessidade”.

Sobre a disponibilidade de ajuda manifestada por Portugal, Patrícia Gaspar disse que o governo espanhol já informou que “não tem necessidade de ajuda externa” e que tem os meios suficientes para fazer face à situação.

O vulcão Cumbre Vieja entrou em erupção no domingo depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região.

Dezenas de casas já foram destruídas pela lava do vulcão que continua a correr em direção ao mar, mas não há vítimas depois de as autoridades terem retirado mais de 6.000 pessoas da zona da erupção.

A agência espanhola Efe noticiou que o gestor da navegação aérea em Espanha emitiu uma recomendação, como medida preventiva, para que sejam suspensos os voos para a ilha de La Palma.

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade