Garantias para as escolas húngaras uma condição para apoiar a integração da Ucrânia

por LMn | MTI
image_pdfimage_print

A Hungria não poderá em caso algum apoiar a integração transatlântica e europeia da Ucrânia enquanto as escolas húngaras em Transcarpathia estiverem em perigo, escreveu o Ministro dos Negócios Estrangeiros Péter Szijjártó na sua página do Facebook, após conversações com Ilze Brands Kehris, Secretário-Geral Adjunto para os Direitos Humanos na ONU.

Num post no Facebook, o Ministro dos Negócios Estrangeiros húngaro recordou que enquanto 1.300 escolas e jardins de infância na Hungria estão a aceitar crianças e estudantes refugiados da Ucrânia, 99 escolas primárias e secundárias húngaras na Ucrânia estão em perigo de serem fechadas devido à lei educativa ucraniana.

Acrescentou que, desde 2015, a Ucrânia aprovou uma série de leis que têm gradualmente violado e reduzido os direitos das minorias relacionadas com o uso da língua materna.

“Durante os últimos oito anos, temos recebido promessas das autoridades ucranianas de que resolveriam este problema, mas na realidade nada fizeram”.

Sublinhou Szijjjártó.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros deixou claro a Ilze Brands Kehris que a Hungria não poderá apoiar a integração transatlântica e europeia da Ucrânia enquanto as escolas húngaras em Transcarpathia estiverem em perigo.

A Ucrânia gostaria de aderir à União Europeia, mas uma das condições para iniciar negociações para a sua adesão à União Europeia era a adoção de uma nova lei sobre minorias nacionais. Por conseguinte, uma nova lei sobre o assunto foi adotada pelo parlamento ucraniano em Dezembro último; contudo, faltou-lhe a resolução dos problemas reais.

Péter Szijjártó disse que a pressão sobre o governo é enorme, mas eles não vão desistir da proteção dos húngaros Transcarpathianos em circunstância alguma.

 

Foto em destaque via Facebook/Péter Szijjártó

Fonte: MTI via HungaryToday

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade