Espanha no “Amarelo”, Portugal continua “Verde”

por LMn

De acordo com a decisão anunciada ontem pelas instituições sanitárias da Hungria, a situação pandémica e o risco de contágio em Espanha não registaram melhorias, daí ter sido atribuída a esse país, a classificação amarela em vez de verde.

As restrições de entrada impostas devido ao risco de introdução de coronavírus do exterior entraram em vigor em 15 de julho. O Decreto do Governo sobre Restrições de Viagem durante o Período de Preparação Epidemiológica classifica os estados em três categorias – vermelho, amarelo e verde – em termos de gravidade da epidemia de coronavírus e, portanto, prevê restrições à transposição de fronteiras para quem chega de lá.

Os países com um nível atual elevado de contágio com Covid-19 receberam sinal vermelho agravado. São eles: República da Albânia, Bósnia e Herzegovina, República da Bielorrússia, República do Kosovo, República da Macedónia do Norte, Moldávia, Montenegro, Ucrânia, além da maioria dos países asiáticos, americanos, africanos e australianos.

Países com níveis atuais de infeção são menos graves com um indicador amarelo. Na Europa: Bulgária, Reino Unido, Noruega, Federação Russa, Roménia, República da Sérvia, Reino da Suécia e, a partir de sexta-feira, Espanha; Na Ásia: Japão, República Popular da China; Na América: Estados Unidos e Canadá.

Recorde-se que desde 18 de julho, Portugal figura entre os “Verdes” sem restrições de entrada no país (vide noticia LMn).

https://lusomagyarnews.com/canada-recebe-classificacao-amarela-e-portugal-classificacao-verde

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade