Hungria: Escolas reabrem a 1 de setembro

por LMn

Em comunicado, o EMMI, Ministério que abarca a Educação, Saúde e o Desporto da Hungria, anunciou que a situação epidémica do coronavírus não justifica a manutenção do ensino à distância, sendo substituído a partir do 1 de setembro, data habitual do início do ano letivo na Hungria, pelo ensino presencial, em todas as escolas e liceus.

O comunicado sublinha, no entanto, a possibilidade, em caso de necessidade e mudança da situação atual, que outras medidas possam vir a ser tomadas, se for esse o entendimento das autoridades de saúde competentes pela gestão do Covid-19.

De acordo com o decreto do governo a ser publicado, o próximo ano letivo 1920-21, começará a 1 de setembro de 2012 e terminará, como habitualmente, a 15 de junho de 2021.

Foto do Liceu Eötvös József Budapeste

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade