Escassez de mão-de-obra dificulta a vida quotidiana das lojas online na Hungria

por LMn

Há várias empresas que têm de travar a expansão porque já não conseguem satisfazer a procura.

As lojas online estão a lutar para satisfazer uma procura crescente devido carências crónicas de mão-de-obra, um problema que está a travar o comércio eletrónico como um todo, relatou o jornal Világgazdaság na sua edição de quarta-feira.

O volume de negócios do comércio eletrónico húngaro no ano passado foi de 909 mil milhões de forints, um aumento de 45% relativamente ao ano anterior, em parte devido às circunstâncias causadas pela epidemia do coronavírus, mas foi este crescimento explosivo que causou o maior problema do setor, a falta de mão-de-obra.

Kristóf Gál, o fundador da Klikkmarketing, disse ao Világgazdaság que há várias empresas que precisam de reduzir o seu marketing porque simplesmente não conseguem satisfazer a procura. Isto pode ser claramente explicado pelo facto de não haver empregados suficientes na empresa, um problema que afeta 30-40 por cento das lojas Web.

Segundo o perito, as empresas podem abordar a situação através de uma melhor organização do trabalho e da melhoria da eficiência. Salientou também que à medida que a mão-de-obra se torna mais cara, tornou-se mais importante reter as melhores pessoas. Onde podem proporcionar boas condições de trabalho e remuneração, podem agora recrutar pessoas qualificadas.

Fonte: hvg.hu

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade