O Poeta e escritor Ernesto Rodrigues em breve em Budapeste

por LMn

O lançamento do ”Előre nem latható múlt”, a edição em húngaro do livro ”Um passado imprevisível” de Ernesto Rodrigues, vai acontecer dentro de pouco mais de um mês, a 23 de setembro, em Budapeste, no prestigiado ”PIM – Petőfi Irodalmi Muzeum”, o centro difusor da literatura húngara. O livro tem muito, ou quase tudo a ver com Budapeste, onde Ernesto Rodrigues foi durante 5 anos, (entre 1981-1986) o leitor e diretor do Instituto Camões em Budapeste.

Não apenas como escritor, novelista, poeta, professor universitário, tradutor por excelência de poesia e prosa de húngaro para português, Ernesto Rodrigues é uma personalidade incontornável da relação “diplomático-cultural” Portugal-Hungria.

Vamos até 23 de setembro, voltar de novo e de novo à escrita e ao vasto trabalho literário, de pesquisa e investigação de Ernesto Rodrigues.

E como uma boa notícia raramente vem só, na ocasião, também vai estar em Budapeste, a Presidente do PEN Clube Português, a escritora Teresa Martins Marques, esposa de Ernesto Rodrigues.

Um último comentário, um dia em Lisboa, depois de um agradável jantar no Bairro Alto, ao vê-los apanharam um táxi disse um amigo, o Ernesto e a Teresa são o Sartre e a Simone Beauvoir portugueses.

 

Site do PIM https://pim.hu/en

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade