Entre Lisboa e Budapeste – A arte da Imagem e as Palavras da Poesia. Ilustração de Inna Korneeva e Poema de Pedro Assis Coimbra (II)

por LMn

CIDADE TRAZIA NA VOZ

Descalça percorre uma a uma
as palavras verdes do poema
que os olhos claros anunciam
mas que nunca ninguém escreveu.

Vinha da terra vinha do pó
do bairro urbano distante
com um cheiro a café no sorriso
que de ver fazia tão bem!

Afinal cidade trazia na voz
a rosa mais pequena do mundo
e sem mágoa só adormecia após
caminhar pelas vielas do silêncio.

No rosto de um coração amigo
com tempo dedilhava devagar
todas as notas do prazer de ficar
nos fados que um dia vão inventar.

Partiu um dia à noite sem avisar
dizem para terras incertas
outros para o parapeito da paixão
abismo casa por encontrar.

in “Palavras do Fado” do livro “As Palavras Que Ficaram”

https://www.facebook.com/Drawings-Inna-Korneeva-118942024935737

https://pedroassiscoimbra.blogspot.com/

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade