EDP Renováveis entra no mercado da Hungria com projeto solar

por LMn | Lusa

A EDP Renováveis (EDPR) vai entrar no mercado da Hungria ao assegurar um contrato a 15 anos para vender energia produzida por um projeto fotovoltaico de 50 megawatts (MW) com início de operações esperado para 2022.

Num comunicado enviado hoje à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a EDPR adianta que este projeto permite aumentar a sua presença global, entrando num novo mercado com um desenvolvimento sustentável das suas fontes de Energia Renovável.

“A Hungria espera aumentar a sua capacidade solar fotovoltaica para 6,5 GW (gigawatts) até 2030, maioritariamente através de um quadro regulatório à base de leilões”, é referido.

A EDPR diz ainda que continua a “estudar oportunidades globais ao mesmo tempo que desenvolve projetos rentáveis focados em países com perfis de baixo risco e estabilidade regulamentar”.

LUSA

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade