É pá tosse – Não percas o pio!

por Dina Cardoso

1914

Nasce Álvaro Justino Matias, em Vale da Mula, uma aldeia no concelho de Almeida.

Aos 16 anos, põe a mochila às costas e desce o país até Lisboa, onde começa a trabalhar numa mercearia.

 

Quando o Dr. Bayard pode finalmente regressar a França, partilha um tesouro com o seu amigo: a receita secreta de uns rebuçados medicinais, muito bem guardada dentro de uma lata de metal onde está gravada a imagem de um senhor a tossir.

Anos mais tarde, Álvaro tem a lata de transformar o presente em futuro e nascem os rebuçados Dr. Bayard. Começa a produzir os rebuçados peitorais em casa, com a ajuda da  família, como se fossem alquimistas em busca do elixir mais poderoso no combate à tosse.

Dá os primeiros passos a caminho do futuro da Dr. Bayard. Uma grande ajuda para Álvaro, cujos músculos estavam entregues a essa parte árdua e física do processo.

Fábrica 1980

Os rebuçados seguem país fora, rumo a mercearias, cafés, pastelarias, e, por serem medicinais, farmácias.

Com a procura dos rebuçados Dr. Bayard a aumentar, a expansão da produção passa de um sonho a realidade. Só assim é possível produzir cerca de 1 milhão de rebuçados por dia, seguindo sempre a receita original.

José e Álvaro Matias 2007

José António Matias, filho de Álvaro, herda a posição do pai na administração da Dr. Bayard. Com a colaboração dos filhos, dão continuidade ao negócio de família, geração após geração.

Loja online 2015

Com o intuito de encurtar a distância entre Portugal e os portugueses, a Dr. Bayard cria uma loja online com entregas internacionais.

Para celebrar o 70º aniversário, é lançado o livro infantil “um milhão de rebuçados” que conta a história de como uma grande amizade deu origem à receita perfeita dos rebuçados Dr. Bayard.

Fábrica 2020

Para acompanhar a evolução da Dr. Bayard, são precisas mais mãos na massa, mantendo assim todo o carinho e atenção ao detalhe com que sempre foram fabricados os rebuçados desde o primeiro dia.

E a História continua, de Geração em Geração.

 

Fonte: https://drbayard.com/

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade