Caves do Património Mundial em Hercegkút evocam aldeia de hobbits

por LMn

Um ponto alto de qualquer visita à região Tokaj é uma visita à encantadora e fascinante pequena aldeia suábia de Hercegkút, e ao seu sistema único de adegas.

As caves de vinho encontram-se em quatro terrassos em Gomboshegy. A característica entrada triangular das adegas é facilmente reconhecível de longe. Aqui as caves são normalmente de dois níveis, mas existem também caves de três patamares. No fundo, sob a superfície de 10 a 40 metros, as caves formam um sistema de caves de vários níveis.

Vale a pena visitar as caves Kőporos do outro lado da aldeia Hercegkút, onde as caves irregulares dão uma atmosfera única. A exploração das ruas arbustivas aumenta o desejo de descobrir o tesouro do vinho das adegas.

Os suábios – que se estabeleceram aqui no século XVIII a partir da Floresta Negra na Alemanha – tiveram um papel importante na evolução da viticultura em Hercegkút. O vinho aqui produzido foi amadurecido e armazenado em barris nas grutas de Gomboshegy e Kőporos, que foram esculpidos em tufa riolita na periferia da aldeia.

A cave 92 de Gomboshegy e a cave 87 de Kőporos fazem parte do sítio do Património Mundial e são obras-primas da arquitetura popular. As adegas da encosta, com as suas entradas triangulares distintas, podem ser vistas da cidade e dos arredores, e fazem lembrar uma aldeia de hobbits.

O monte Kálvária ergue-se sobre a fila da adega Gomboshegy, e pode-se seguir uma rota sagrada até uma capela com uma atmosfera intimista e uma bela vista da cidade e da Serra de Zemplén ao longe.

Na encantadora cidade, as caves Kőporos têm uma atmosfera verdadeiramente autêntica. Por toda a cidade há vários enólogos locais que adoram partilhar os seus excelentes líquidos Tokaj com visitantes interessados e sedentos.

Fonte: https://visitworldheritage.com/

Crédito de imagens: Ambient Lights

AR/LMn

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade