Castanheiro de Vales

por LMn

Entre paisagens agrícolas e florestas de encantar chegamos à aldeia de Vales onde encontramos um magnífico castanheiro. Com 4,5 m de largura do tronco é uma das mais grossas árvores do nosso país, cuja cavidade do tronco guarda muitas histórias do tempo em que o castanheiro era local das brincadeiras de crianças e se tornou memória de gerações de adultos. Admite-se que o castanheiro tenha mais de mil anos e tenha sido cultivado pelos romanos nos tempos em que ali exploravam as minas de ouro.

É no coração da milenar exploração mineira aurífera da freguesia de Tresminas que encontramos, na aldeia de Vales, o magnífico Castanheiro Romano. Dotado de imensuráveis proporções, este exemplar da cultura castanícola da região reserva, na sua cavidade, histórias do tempo em que na Península Ibérica era domínio romano.

A imponência e grandiosidade desta árvore, pouco comum em Portugal, ou em qualquer outra parte do mundo, tem sido motivo para a realização de vários eventos temáticos de outono, pela identidade única e impactante que detém e pela riqueza e quantidade das variedades tradicionais de castanha que produz (cultivares cota e longal).

A importância do castanheiro de Vales individualmente ou, enquanto “representante” da cultura castanícola, tem sido reconhecida e divulgada em publicações variadas em diferentes plataformas digitais, em livros técnicos e em outros mais comerciais e/ou culturais. O castanheiro é uma cultura importante no país, quer pela produção de madeira, quer pela produção de fruto.

A área total de castanheiros, a nível nacional, corresponde a mais de 8,5% da área mundial. Em Portugal a produção de castanha está essencialmente concentrada em Trás-os-Montes e Alto Douro, cerca de 80% da área plantada e da castanha produzida em Portugal provém desta região. A produção de castanha assume uma grande relevância na economia dos territórios de montanha e sustento das suas famílias agrícolas. A par do reconhecido valor económico, a espécie possui um grande valor ecológico e ambiental.

O castanheiro é uma espécie que se identifica com a cultura, os costumes e, por vezes, com a religião dos povos, o que o torna numa árvore estimada pelas populações locais e pela restante sociedade. Existindo já enraizada uma “cultura do castanheiro”, de que são exemplos os magustos, as numerosas festividades que se fazem ou ainda a vasta diversidade de usos culinários que são conhecidos para o seu fruto: as castanhas. As atividades culturais e lúdicas associadas à castanha e ao castanheiro têm as suas raízes na Humanidade (Celtas, Romanos, etc.), subsistindo até aos nossos dias.

O “Castanheiro de Vales” quer contribuir para promover a preservação e valorização (económica, cultural, social e ambiental) do “Castanheiro” e de todo o ecossistema territorial que lhe está associado, naquilo que é uma visão multidimensional e identitária de um País e de um povo.

ESPÉCIE: CASTANHEIRO (CASTANEA SATIVA)

IDADE: 1 000 ANOS

REGIÃO: TRESMINAS, VILA POUCA DE AGUIAR, VILA REAL, PORTUGAL

 

Fonte: http://castanheirodevales.pt/

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade