Cargo City, vôos e últimas notícias do Aeroporto de Budapeste

por LMn

O Cargo City teve um bom desempenho, mesmo durante a pandemia de COVID-19, o Aeroporto de Budapeste movimentou no total, 84.510 toneladas de carga, de janeiro a agosto de 2020, o que é apenas 3,3% menos do que durante o mesmo período em 2019.

Isso significa que o Aeroporto de Budapeste movimentou em média, mais de 10.000 toneladas de carga aérea por dia. Em comparação com outros aeroportos, o tráfego no BUD Cargo City pode-se considerar estável. A redução de 3% é um bom resultado na comparação internacional, já que há aeroportos onde o tráfego de carga quase desapareceu durante a pandemia.

A proporção de importações e exportações da Hungria na carga manuseada no Aeroporto Internacional Ferenc Liszt mudou, já que anteriormente era de 50-50 e passou agora para uma divisão de 60-40 a favor das importações.

Durante os primeiros 8 meses, o número de vôos de carga dedicados no aeroporto aumentou em mais de 17%. A operação contínua de carga aérea continua sendo de importância crítica para o funcionamento da economia nacional.

Os parceiros de longo prazo do Aeroporto de Budapeste operam voos de carga regulares – Cargolux de Hong Kong, Qatar Airways de Doha, Turkish Airlines de Istambul e voos de carga Seul-Budapeste da Korean Air é uma nova conexão importante.  Os integradores e as empresas de courier também continuam operando no aeroporto de maneira contínua; vôos da DHL Express, FedEx / TNT Express e UPS conectam Budapeste com seus grandes centros de logística diariamente.

Aeroporto de Budapeste espera uma nova redução no número de vôos

O tráfego no Aeroporto Internacional Ferenc Liszt caiu significativamente, em mais de 90% durante as duas primeiras semanas de setembro, em comparação com agosto, como resultado das restrições de viagem introduzidas a partir de 1 de setembro de 2020. Atualmente, o número de movimentos de aeronaves, ou seja, descolagens e aterragens é de cerca de 120 por dia, o que é menos de 30% da média de voos registrados em setembro passado.

O Aeroporto de Budapeste espera uma redução de mais de 90% em comparação com o mesmo período de 2019. Várias companhias aéreas indicaram que planeiam reduzir as operações também durante o próximo mês, devido à queda repentina na procura. Isso significa que uma queda de 80-9%0 no tráfego também é esperada em outubro.

Fonte: Aeroporto de Budapeste

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade