Caiaques Nelo ganham cerca de 70% das medalhas em Tóquio 2020

por LMn | Lusa

A empresa portuguesa Nelo, empresa líder na construção de caiaques de competição, conquistou cerca de 70% das 36 medalhas em disputa em Tóquio 2020, incluindo o ouro nas provas mais icónicas dos Jogos Olímpicos.

No conjunto dos 12 eventos, seis masculinos e outros tantos femininos, os barcos portugueses levaram os campeões olímpicos até à meta nos emblemáticos K1 1.000 metros, no qual Fernando Pimenta foi bronze, na C1 1.000 e no K1 500 feminino, no qual Teresa Portela concluiu em sétimo.

“Estes resultados estão em linha com o que tínhamos previsto”, disse à Lusa o director-executivo do projecto sedeado em Vila do Conde, André Santos.

Das 25 medalhas conquistadas no Sea Forest Waterways, oito foram de ouro, sete de prata e 10 de bronze.

“A nossa equipa de oito elementos também está de parabéns, pois conseguiu responder a todos os múltiplos desafios nuns Jogos Olímpicos diferentes e numa pista invulgar, com água salgada e quente. Estamos satisfeitos”, acrescentou o responsável.

A Nelo conseguiu o ouro também em K2 1.000 metros e C1 200 homens, bem como em K2 500, K4 500 e K1 200 femininos.

Comparativamente com o registado há cinco anos, no Rio 2016, os resultados foram ligeiramente inferiores. Nos Jogos realizados no Rio de Janeiro a Nelo tinha assegurado 27 medalhas em 35 possíveis, numa percentagem a rondar os 77%.

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade