„Bacalhau e vinhos (Tintos ou brancos)” e „Um exemplo de prato de bacalhau: Bacalhau assado com batatas a murro” (Part IX e X)

por Joaquim Pimpão

Bacalhau e vinhos (Tintos ou brancos) – IX

Para a maioria dos apreciadores, quando se fala de vinho para o bacalhau, fala-se de tinto. A razão para essa “discriminação” do vinho branco é, afinal de contas, muito simples: para a maioria dos portugueses, bacalhau é “mais carne do que peixe”. Um exemplo que confirma este conceito, são os inúmeros livros de receitas nacionais que incluem um capítulo para o peixe, um para a carne e outro para o bacalhau.

Há que dizer que o bacalhau nada tem a ver com os outros peixes que chegam à nossa mesa, sobretudo porque foi seco e salgado, necessitando ser demolhado antes de cozinhado. Assim, os vinhos ideais para acompanhar o bacalhau são bem diferentes dos vinhos para a generalidade dos outros peixes de carne branca e delicada.

Repito com bacalhau, tinto ou branco? Para mim é uma evidencia. Não consigo imaginar melhor e mais feliz casamento que bacalhau e um bom vinho tinto, mais ou menos encorpado… mas encorpado De facto bacalhau rima…com vinho tinto, ainda que recorrendo as palavras do meu pai, quando lhe perguntam, “branco ou tinto? Cheio”, responde. Também neste caso, se for necessário, nós portugueses somos bastante flexíveis.

Volto a socorrer-me de Eça de Queiroz que sabia “um pouco” da alma lusitana e se interessava pela nossa gastronomia para confirmar e reforçar a minha opinião. Escreveu Eça: “Em Portugal é tradicional acompanhar os pratos de bacalhau com vinho tinto. Este ‘casamento’ feliz explica-se pela ação do tipo de sabores frutados presentes nos vinhos tintos que, dando-nos uma sensação gustativa indireta da doçura, amenizam o gosto ‘oposto’ salgado do bacalhau”

Um exemplo de prato de bacalhau. Bacalhau assado com batatas a murro – X

Este é um prato que se come um pouco por todo o Portugal, com pequenas variantes. A receita que vos apresento é comum em várias zonas do Ribatejo, região onde nasci, confecionada habitualmente na época do “azeite novo”, no final do outono.

Boa de Copo: Sirvo bacalhau com vinho branco ou tinto? - Revista Marie Claire | Boa de Copo

Postas de bacalhau seco bem demolhado, de preferência posta alta. Batatas novas pequenas, cebolas pequenas, alho, azeite, vinagre, sal e pimenta. Preparação: assa-se o bacalhau na brasa e as batatas num tabuleiro, no forno ou nas brasas, juntamente com as cebolas sem descascar. Quando tudo estiver pronto, lasca-se o bacalhau para uma malga ou alguidar, dá-se um “murro” nas batatas para as abrir, e descascam-se as cebolas assadas que se cortam ao meio.  Junta-se tudo ao bacalhau. Tempera-se com alho picadinho, um pouco de pimenta-do-reino e de vinagre, e muito azeite novo. Mistura-se bem e acompanha-se com pão de mistura ou broa… Bom apetite… e um tinto a condizer, por mim pode ser ribatejano.

Vinho – histórias e lendas contadas e degustadas à mesa (Parte I)

O Vinho “radica-se” em Portugal. Os primórdios (e evolução) do vinho em Portugal (Parte II)

A comercialização (exportação) do vinho português (Parte III)

O vinho e o pão… ou seja o vinho, a gastronomia e a cultura. (Parte IV)

Vinho, cultura, provérbios… frases com “graduação” (Parte V)

Os Vinhos Portugueses. Principais regiões vínicolas de Portugal (Parte VI).

Vinho e o Marketing. O sucesso de uma estratégia. Um caso ímpar. O Mateus Rosé (Parte VII)

Finalmente o bacalhau…senão ainda fica tudo em “águas de bacalhau” (Parte VIII)

 

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade