Aumento dos preços dos combustíveis na Hungria – Até quando se mantém a tendência crescente?

por LMn

Foi há dois meses e meio que os preços dos combustíveis caíram pela última vez na Hungria, desde então a gasolina e o gasóleo também se tornaram significativamente mais caros.

A 6 de novembro, o preço médio da gasolina era de 348 HUF (~0,97 euros), o do gasóleo era de 363 HUF (~1,02 euros), comparado com a média atual de 386 HUF (~1,08 euros) e 401 HUF (~1,12 euros).

Segundo o portal 24.hu, após o aumento dos preços do petróleo Brent no início deste ano, o preço do petróleo por barril oscilou em torno do nível de 55 dólares esta semana, e a tomada de posse do novo presidente dos EUA não teve um impacto significativo no preço.

Pode ser o resultado disto que o dólar tenha enfraquecido um pouco no mercado, a taxa de enfraquecimento foi de 2% contra o forint: um dólar representa atualmente cerca de 293 forints.

Devido a isto, os especialistas não esperam uma queda nos preços dos combustíveis, nem veem uma hipótese de outro aumento na próxima semana. No entanto, devido a alterações noutros fatores, preveem que o preço de venda a retalho da gasolina irá mudar.

Após a finalização do acordo sobre o salário mínimo (ainda não há acordo, se for alcançado um acordo, este será aplicado ao salário mínimo para fevereiro, na melhor das hipóteses).

Se aumentar, as estações de serviço incluirão provavelmente a diferença no preço de venda da gasolina e do gasóleo.

Fonte: www.24.hu/Daily News Hungary

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade