Até o The New York Times já lá esteve. Ainda não visitou o museu-vivo das Conservas de Pinhais?

por LMn

Não é um lugar para descobrir a história centenária da fábrica mas para a acompanhar. Afinal, e como escreve o The New York Times, nas Conservas Pinhais Factory Tour, “os visitantes são convidados a ver que a sua nova iguaria favorita é, na verdade, uma operação muito antiga”.

O museu nasceu há menos de um ano, em outubro de 2021, e já foi eleito como o “Tripadvisor Travellers’ Choice de 2022”.

Através do museu-vivo, a conserveira Pinhais, que desde 1920 mantém o método de produção artesanal, procura dar a conhecer o seu património e das suas marcas: a Pinhais e a Nuri.

A experiência que a conserveira proporciona ganhou asas e chegou aos Estados Unidos, graças a um artigo publicado, esta semana, pelo jornal The New York Times.

Fundada em 1920 por apenas quatro sócios, a Pinhais & Cia cresceu ao longo de um século mantendo-se fiel a um Método Tradicional de produção que garante a mais elevada qualidade e sabor aos seus produtos.

A diferenciação provém da seleção e compra apenas do melhor peixe, da frescura dos seus ingredientes, nas receitas caseiras (e secretas) aperfeiçoadas por gerações e claro, dos pequenos – porém grandes – detalhes que só as dedicadas colaboradoras conhecem ao manusear o produto há várias décadas.

A partir da seleção apenas do melhor peixe, da utilização dos ingredientes mais frescos, do método de cozimento individual e do recurso apenas a azeite 100% refinado, todo este dedicado processo de preparação manual flui para culminar num produto extraordinário digno dos momentos especiais da vida.

 

Original aqui

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade