As empresas húngaras gastam pouco com a digitalização

por LMn

Cerca de dois terços das empresas húngaras consideram-se “mais inovadoras do que a média”, mas apenas cerca de um quinto têm uma estratégia de inovação, e os gastos com a digitalização representam apenas 5% dos custos operacionais, mostra um inquérito realizado pelo K&H Bank.

O inquérito mostrou que apenas 36% dos inquiridos disseram que a transição digital era importante para os seus negócios, enquanto 45% disseram que não era uma questão importante neste momento.

As empresas húngaras continuaram a inovar durante a pandemia do coronavírus com 43% a introduzir novos produtos ou serviços nos últimos dois anos. A percentagem atingiu os 70% entre as grandes empresas.

Cerca de 42% dos inquiridos planeiam lançar novos produtos ou serviços nos próximos 12 meses.

O inquérito mostra que as empresas do sector industrial e de serviços lideram em termos de inovação, enquanto que a inovação é mais fraca no sector agrícola.

O inquérito representativo envolveu 360 empresas com receitas anuais superiores a 300 milhões de HUF.

 

Fonte: bbj.hu

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade