Anedotário de Molnár Ferenc – Difamação

por Arnaldo Rivotti

Difamação 1.

O famoso restaurante Pest estava a ser alvo de injúrias num semanário de importância menor. Molnár estava a jantar, quando o proprietário se acercou da sua mesa com o jornal na mão.

– Oh! – exclamou o dono. – Mas que grande insulto.

– Como é que desceram tão baixo?

– O que devo fazer?

O conselho foi-lhe dado:

Preocupe-se mas é com o seu cardápio, pois é lido por mais gente do que esse jornal.

Difamação 2.

Dr. Géza Feleky, notável jornalista, foi condenado por abuso e difamação de imprensa. Apesar de inconformado com a acusação deduzida, o Tribunal condenou-o a pagar uma indemnização.

Certa ocasião, os amigos do escritor reuniram-se no apartamento de Sándor Incze na praça Kossuth Lajos. Era já de madrugada, quando regressavam a casa. Feleky olhou pela janela a tentar avistar um táxi.

– Oh pá, a paragem está vazia, vou ter de chamar um táxi!

Um dos convivas comentou:

“Não olhe para o Danúbio Dr. Feleki – Olhe para o outro lado!”

Quando Molnár disse a Feleky:

“Claro, você nem ousa olhar para o outro lado pois ainda está em dívida para com eles!”

 

Anedotário de Molnár Ferenc – Apontador de lápis

Anedotário de Molnár Ferenc – Uma questão de trocos

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade