Açores: Porto espacial de Santa Maria ou arranca este ano ou não arranca – ministro da Ciência

por LMn | Lusa

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, disse na sexta-feira que o porto espacial de Santa Maria, nos Açores, tem de arrancar ainda este ano, sem avançar com prazos para a adjudicação do projeto.

“O Plano de Recuperação e Resiliência Europeu é uma oportunidade única para fazermos avançar o projeto. O projeto ou arranca agora ou não arranca”, avançou, acrescentando que “a janela de oportunidade não está sempre aberta”.

Manuel Heitor falava, em Angra do Heroísmo, nos Açores, numa conferência de imprensa sobre os projetos futuros do Centro Internacional de Investigação para o Atlântico, Air Centre.

No início deste ano, o executivo açoriano, da coligação PSD/CDS-PP/PPM, revelou, em comunicado, que o concurso para a construção, operação e exploração de um porto espacial na ilha de Santa Maria, que permitirá o lançamento de microssatélites, tinha recebido duas propostas.

Questionado hoje sobre o facto de os dois concorrentes terem sido excluídos do concurso, Manuel Heitor disse que ainda decorre um processo de negociação.

“Pode ser sempre aberto um processo de negociação para poder identificar os parceiros. A dificuldade era não haver candidatos interessados e temos a garantia – quer através da Agência Espacial Europeia, quer em colaboração com empresas portuguesas e grandes operadores estrangeiros – de que há um interesse em fazer nos Açores algo que seja verdadeiramente inovador a nível do mundo e dê à Europa uma nova alavancagem”, salientou.

O ministro disse esperar que as atividades relacionadas com o porto espacial de Santa Maria possam ser relançadas “em curtas semanas”, revelando que visitará a ilha no final deste mês.

“O processo negocial está em curso. O meu papel foi atrair concorrentes de todo o mundo, agora é a parte daqueles que têm o foro jurídico-legal de concluir o processo e estou certo que o processo irá ser bem concluído”, acrescentou.

Reiterando estar confiante de que o projeto avançará, assim que for ultrapassado o percurso no campo jurídico-legal, Manuel Heitor frisou que o porto espacial de Santa Maria será um projeto “verdadeiramente inédito”.

“Este projeto é importante para demonstrar ao mundo que é possível lançar satélites com baixo impacto ambiental. Não queremos fazer um projeto igual a outros, queremos fazer um projeto novo, com novas tecnologias, que demonstrem ao mundo que através dos Açores se podem lançar pequenos satélites de baixo impacto ambiental, que nos darão mais informação para as nossas atividades económicas e sociais diárias”, afirmou.

O ministro salientou, no entanto, que o plano em curso para a ilha de Santa Maria “vai para além de um porto espacial”.

“Há outros projetos europeus, nomeadamente, o futuro vaivém europeu, o chamado Space Rider, para montar um laboratório de microgravidade, e são projetos destes que podem dar uma centralidade aos Açores particularmente nova, trazendo jovens de todo o mundo para trabalhar nos Açores”, apontou.

O Governo da República aprovou em março de 2019 a criação da agência espacial portuguesa Portugal Space, com sede na ilha de Santa Maria.

Inicialmente estava previsto que o contrato para a instalação e funcionamento do porto espacial de Santa Maria fosse assinado em junho de 2019, para que os primeiros lançamentos de pequenos satélites ocorressem no verão de 2021.

CYB (APE) // SB

Lusa

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade