A Hungria exorta a UE a tomar medidas urgentes no mercado suíno

por LMn

São necessárias medidas urgentes da UE para melhorar a situação no mercado suíno de acordo com 13 estados membros da União Europeia, incluindo a Hungria.

O Ministério da Agricultura da Hungria informou que no decorrer de uma videoconferência dos ministros da agricultura da UE realizada esta segunda-feira, Zsolt Feldman, Secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural, salientou a situação difícil do sector suíno da Hungria devido a medidas restritivas relacionadas tanto com a pandemia de coronavírus como com a peste suína africana.

As vendas internas e as exportações foram severamente afectadas, enquanto os preços da carne de porco caíram acentuadamente em paralelo com um aumento acentuado dos preços das rações. Tanto os produtores como os processadores estão a sofrer em consequência, disse Feldman na reunião. Embora na Hungria, o ministério tenha já prestado apoio temporário, os preços são demasiado baixos e o sector poderá ficar numa situaçao muito grave se não forem tomadas medidas urgentes, disse, apelando à Comissão Europeia para agir imediatamente.

Actualmente, a Comissão Europeia está a acompanhar de perto a situação no mercado suíno e não tenciona, por enquanto, tomar medidas urgentes, afirmou o ministério.

 

Fonte: MTI

Crédito da imagem: Kenneth Schipper Vera/Unsplash

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade