A divisão territorial e a numeração da cidade de Budapeste. Difícil com os distritos (bairros-municípios) de Budapeste? – Eis o nosso guia!

por LMn

Em primeiro lugar deve-se dizer que na capital húngara, alguns números seguem uns aos outros de forma lógica. Por exemplo, as estradas principais vêm uma após a outra, no sentido dos ponteiros do relógio. O seu ponto de partida costumava ser o limiar do palácio real. Isso foi mais tarde modificado para a Praça Adam Clark. A estrada Nr 1 vai para a antiga sede imperial em Viena, nr 2 para o Norte, nr 3 para o Nordeste.

Em contraste, a numeração dos distritos de Budapeste parece estar num caos total à primeira (e também à segunda) vista.

Senão vejamos. Para chegar ao Distrito 4 a partir do Distrito 5, é necessário atravessar o Distrito 13, enquanto entre os Distritos 10 e 11, existe o Distrito 9. Porquê?

Como escreveu o portal de notícias Telex.hu, em 1873, quando Buda, Óbuda, e Pest se uniram, havia apenas dez distritos. Buda tornou-se o 1º distrito enquanto que Óbuda o 3º, e o território entre eles era o Distrito 2. No lado esquerdo do Danúbio, os números seguiram o desenvolvimento histórico da cidade. O centro era o Pest (Distrito 4), e tinha quatro subúrbios. Um deles, Terézváros (Cidade de Teresa, Distrito 6), era tão grande já em 1873 que os líderes de Budapeste decidiram dividir e criar a Erzsébetváros (Cidade de Elizabete, Distrito 7).

Este era o aspecto do mapa de Budapeste, em 1873:

Houve um enorme debate sobre o futuro de Kőbánya, mas finalmente decidiram criar um novo distrito (o 10º).

Esta estrutura sobreviveu mesmo à I Guerra Mundial, e só foi modificada em 1930. A liderança da cidade criou alguns novos distritos ao dividir alguns dos antigos. Por exemplo, a “mãe” dos distritos 11 e 12 era o Distrito 1. Além disso, os distritos 13 e 14 foram criados a partir dos distritos 5, 6, e 7. Isto porque no século XIX, a proporção da parcela urbana da cidade era muito inferior à da década de 1930.

Como resultado, o Distrito 13 situa-se hoje entre os distritos 4 e 5. Pode verificar isso no mapa abaixo:

Curiosamente, Csepel, uma das zonas mais industriais da cidade onde se encontrava a Siderurgia e Metalurgia de Manfred Weiss, pertencia na altura ao Distrito 9. Além disso, os novos distritos receberam novos nomes, mas não criaram raízes. Por exemplo, apenas alguns habitantes de Budapeste sabem, se é que algum, que o Distrito 12 era Mátyás város (Cidade de Matias), enquanto o Distrito 13 (Magdolnaváros (Cidade de Madalena) recebeu o nome da mulher do Regente da Hungria, Almirante Governador Miklós Horthy.

Em 1950, foram feitas novas modificações desde que 23 povoações foram anexadas a Budapeste a partir de pequenas aldeias, tais como Pesthidegkút, ou para se transformarem em grandes zonas industriais da cidade, tais como Újpest. Receberam os números entre os 15 e os 22.

Finalmente, já em 1992, através de referendo, os cidadãos de Soroksár decidiram tornar-se independentes do Distrito 20 (Pesterzsébet).

Fonte: telex.hu/Daily News Hungary

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade