1 de abril de 1927: Nasceu uma Lenda do Futebol – Ferenc Puskás

por LMn

Ferenc Puskás (Budapeste, 1 de abril de 1927 – Budapeste, 17 de novembro de 2006) foi um futebolista e treinador húngaro. É considerado o maior futebolista da história da Hungria e um dos maiores futebolistas de todos os tempos. Defendeu também as cores da Seleção espanhola.

Puskás celebrizou-se como o líder da Seleção húngara que fez história na primeira metade da década de 1950, “os mágicos magiares”. O país ficou quatro anos invicto, ganhando a medalha de ouro do futebol nos Jogos Olímpicos de Verão de 1952 e terminando a Copa do Mundo de 1954 vice-campeão (perderam na final contra a Alemanha). Ao mesmo tempo, era o líder natural do clube que servia de base para aquele selecionado, o Honvéd. Os seus 84 golos em 85 jogos pela Hungria fazem dele o maior goleador da seleção magiar.

Puskás, que tinha a patente de major (daí seu apelido Major Galopante) tinha habilidade precisa para passes e dribles curtos e secos, além de um primoroso chuto de esquerda, era um jogador cerebral. Em comparação com outros jogadores da época, era considerado gordo e baixo.

Maior futebolista húngaro, entrou para a história do futebol também por seus feitos pelo Real Madrid no final daquela década de 50 e início da seguinte. É também um dos poucos a ter jogado em fases finais do Campeonato do Mundo por dois países: participou em1962 competindo pela Espanha.

De acordo com a FIFA, Puskás é um dos cinco a terem jogado Copas do Mundo por dois países considerados diferentes pela entidade, ao lado de Luis Monti (que jogou a de 1930 pela Argentina e a de 1934 pela Itália), José Santamaría (que jogou a de 1954 pelo Uruguai e a de 1962 pela Espanha), José João “Mazzola” Altafini (que jogou a de 1958 pelo Brasil e a de 1962 pela Itália) e Robert Prosineszki (que jogou a de 1990 pela Jugoslávia e as de 1998 e 2002 pela Croácia).

De acordo com o IFFHS, os 512 golos de Puskás (em 528 partidas) fazem dele o terceiro maior artilheiro do século XX. Ao lado do compatriota Zoltán Czibor e do uruguaio Pedro Cea, Puskás é também um dos três atletas que marcaram golos em finais de Olimpíada e do Campeonato do Mundo. Desde 2009, a FIFA concede o Prémio Ferenc Puskás ao autor do golo mais bonito do ano. (wikipedia)

Para mais sobre Puskás https://pt.wikipedia.org/wiki/Ferenc_Pusk%C3%A1s

https://www.facebook.com/puskas.legenda

Crédito da foto: Página FB Puskás Ferenc

 

 

Print Friendly, PDF & Email

Também poderá gostar de

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Aceitar Ler Mais

Privacidade